Novo Calendário da ABRASP

A Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) anuncia a realização do histórico trigésimo Circuito Brasileiro em 2017, com várias etapas somando pontos no ranking para definir o campeão brasileiro da temporada. Por causa da atual crise econômica e política do país, foram criados sete níveis de premiação e pontuação – desde “1A” oferecendo o mínimo de R$5 mil de prêmio até “7A” de R$80 mil.

O objetivo é criar novas oportunidades para centenas de surfistas que estão sem competir, pois no ano passado não teve circuito e nem campeão brasileiro, pela primeira vez em 31 anos de história. A ABRASP apresenta uma proposta de calendário ousada, com 24 etapas masculinas e doze femininas, sendo que dez delas são combinadas com homens e mulheres competindo no mesmo evento.

A entidade que organiza o surfe profissional brasileiro, vem encontrando dificuldades para realizar o circuito desde que o país sediou a Copa do Mundo de Futebol seguida pelos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Muitos surfistas até interromperam suas carreiras pela falta de campeonatos.

Outra preocupação da entidade é com a categoria feminina e a diretoria trabalha para fazer um calendário de doze etapas para as meninas competirem esse ano, o que nunca aconteceu na história da ABRASP. Para os homens, a proposta inicial agenda 24 provas e se tiverem mais de sete, serão computados os seis melhores resultados no ranking que definirá o campeão brasileiro da temporada. Serão sete níveis de premiação e pontuação e todas as regras mais detalhadas poderão ser acessadas no site Abrasp.com.br.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *